O último adeus ao cantor, compositor e trovador torrense “Zé Paçoca”

1693

Descubra Torres

Na última quinta-feira dia (06) de junho demos o nosso último adeus ao cantor, compositor e trovador José Manuel de Matos, o “Zé Paçoca”.

José Manuel de Matos, o “Zé Paçoca” como era conhecido por todos aqui em Torres  nasceu em janeiro  de (1931) no agora, então, bairro Salinas na época, interior da cidade.

Em uma carreta  de bois ainda muito jovem veio com sua família morar em Torres. Trabalhou por anos no Farol Hotel como cozinheiro, fazendo a famosa Paçoca de Mariscos aos turistas argentinos. Dalí veio o apelido “Zé Paçoca” como era conhecido aqui na cidade.

O interesse de Zé pela música começou ainda muito jovem; participou de muitos festivais regionais, rodeios e trovas. Um dos seus maiores orgulhos era ter trovado com Gildo de Freitas, famoso artista tradicionalista do Estado.

Boêmio, por muito tempo cantou na noite e tinha seu estilo musical enraizado na música sertaneja, no entanto, foram as trovas que o fizeram ganhar sucesso regional.

“Zé Paçoca” era conhecido na cidade por suas brincadeiras e algumas peculiaridades, uma delas, foi realizar a pé  o trajeto de Porto Alegre a cidade de Torres para homenagear o prefeito de certa época.

Zé, além de cantor, compositor e trovador também foi salva vidas na Praia da Guarita, realizou travessias para a Ilha dos Lobos na época em que ainda era permitido e por fim, foi presidente do Clube de Futebol Mar Azul em Torres.

Zé Paçoca em homenagem a sua cidade amada, compôs a música  “Torres cidade Linda” onde ele conta um pouco sobre a história de Torres. José Manuel de Matos faleceu no último dia (06) de junho de causas naturais. Zé, deixará saudades nas trovas de rodeios, nas rodas de viola, e em nosso corações.

 

Por Rosana Carvalho

 

Atualizado em: : 11 de junho de 2019

One Response to " O último adeus ao cantor, compositor e trovador torrense “Zé Paçoca” "

  1. Avatar Adriana Machado disse:

    Grande seu Zé Paçoca, ficará lembranças boas do senhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *