Um engenheiro “torrense” vivendo no Vale do Silício

930

Descubra Torres

Aproveitando a visita de Bruno Pias à cidade de Torres, realizamos uma entrevista com o engenheiro para conhecer um pouco sobre sua história de vida e trajetória profissional até chegar ao Vale do Silício, o ambiente mais inovador do planeta. 

Bruno Pias, 27 anos, Engenheiro de Software, morou em Torres dos 13 ao 18 anos de idade. Bruno nasceu na cidade de Rio Grande, mas adotou a mais bela praia do Rio Grande do Sul como cidade natal do coração. A decisão de mudança da mãe e do padrasto foi  fator determinante para uma adolescência tranquila e segura, conta Bruno. 

Ele ainda acrescenta que o privilégio de morar na praia, poder andar livremente de bicicleta  por Torres, surfar nos Molhes e jogar futebol com os amigos é o que ele mais sente saudade quando recorda da infância.

“Tive uma infância voltada ao esporte e sempre gostei de tecnologia. Fascinado por computadores, na escola ganhava dinheiro formatando as máquinas e gravando CDs de músicas para os colegas. Área que despertou interesse ainda muito cedo em mim”, completa Bruno.

Segundo ele, sua família sempre esteve presente, acompanhando e priorizando os seus estudos. Hoje, embora sua família não resida mais em Torres, ele conta que, sempre que pode, retorna à cidade, já que a família da esposa é daqui. Bruno diz que Torres é o lugar onde ele recarrega as energias e onde ele realmente se sente em casa, perto do amigos. 

Bruno é formado em Engenharia Elétrica e Eletrônica pela University College London (UCL). 

“A UCL tem um modelo de ensino muito próximo à indústria. Durante a graduação, a  universidade ofertou estágios com o intuito de contratar e moldar novos profissionais”. Foi a partir dessa oferta que Bruno teve seu primeiro contato com a empresa onde estagiou e trabalha até hoje.

 “Logo que cheguei no Vale do Silício, tive uma verdadeira imersão em inovação, desde a parte de criação de startups a tecnologias que viriam a se espalhar pelo mundo em poucos anos: Bitcoin, Uber, Instagram, entre outros. Em algumas semanas estava decidido que ali era o lugar que eu queria estar e faria de tudo para conquistar meu espaço”.

Hoje são mais de 6 anos incorporado ao time da Cisco Systems, empresa de equipamentos e software voltados para web localizada na Califórnia. “80% da internet roda com protocolos e equipamentos da Cisco”, conta ele.

Questionamos Bruno em relação às novidades que estão por vir, se elas são aplicáveis para a realidade do empreendedor brasileiro. Bruno diz que a tecnologia presente no dia a dia das empresas do Vale do Silício é a Inteligência Artificial, “ela, em muito pouco tempo, será primordial para a maioria dos empreendimentos continuarem relevantes”. 

Ele ainda acrescenta: “a famosa digitalização, que tanto as empresas abordam, nada mais é que a automatização de processos e tomada de decisões baseadas em dados. 

A Inteligência Artificial é a ferramenta de automatização do processo natural de aprendizagem de um ser humano, só que através do computador. Os dados são recebidos pela máquina em uma frequência infinitamente maior que o cérebro humano, fazendo com que a tomada de decisões seja realizada a partir de insights que o computador gera, onde a margem de erro é muito inferior a de um ser humano”.

Apesar de não ser uma startup, segundo Bruno, o modelo de trabalho da Infinity se assemelha ao de uma.

“No Vale do Silício, as startups são empresas disruptivas, em constante crescimento.   Seu modelo de negócios é periodicamente reavaliado e corrigido, com foco total no consumidor

Além de ter trazido muita inovação pro ramo, a Infinity continua tendo um potencial de disrupção ainda maior, o que na minha opinião, irá alavancar e modificar o modelo de negócios”.

O engenheiro ainda finaliza, “tenho orgulho de acompanhar de perto a evolução da Infinity e sei que a proposta da empresa se encaixa perfeitamente com o potencial de crescimento que Torres tem em todos os sentidos”.

 

Atualizado em: : 25 de outubro de 2019

4 Responses to " Um engenheiro “torrense” vivendo no Vale do Silício "

  1. Avatar annelise disse:

    Muito legal!

  2. Avatar eduardo guaragna disse:

    ÓTIMA entrevista. PARABÉNS pela iniciativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *